30 abril 2005

Mout Court de Direito Constitucional

Finalizou à instantes o Mout Court de Direito Constitucional realizado nas instalações da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Esta iniciativa foi levada a cabo pela ELSA FDL e contou com a presença de seis faculdades de Direito. A final foi disputada entre Faculdade de Direito do Porto e Univerdidade Moderna de Lisboa, saindo vencedora a equipa portuense. No júri constavam ilustres como Jorge Miranda e o Presidente do Tribunal Constitucional. A Universidade do Minho não se fez representar nesta competição (por ordens superiores e motivações estranhas!). A par deste evento decorre também o Fim-de-Semana de Training da ELSA, onde a ELSA UMinho se encontra devidamente representada e conta com Workshops: ("ELSA"; "Protocolo"; "Contabilidade"). O Jantar de Gala realiza-se dentro de momentos.
VDB

3 Comments:

At 01 maio, 2005 12:33, Blogger AgoraEu said...

"A Universidade do Minho não se fez representar nesta competição (por ordens superiores e motivações estranhas!"

Importa-se de explicitar? E, já agora, digam-nos em que consistiu esta iniciativa que mereceu tão ilustres presenças no júri.

 
At 01 maio, 2005 13:59, Blogger Casino da ELSA said...

A iniciativa consistiu numa simulação judicial de uma sessão de julgamento no Tribunal Constitucional.

O ponto de partida é um caso prático.

Composta por várias eliminatórias, apenas duas equipas chegam à final no auditório solene que é já um confronto digno de uma sessão parlamentar.

As equipas da final representavam uma o Governo e outra um Particular.

 
At 04 maio, 2007 19:59, Blogger André Timóteo said...

Boas,
antes de mais vocês têm que ser mais precisos com os vossos posts. Assim, a final decorreu com as equipas da própria FDL (Faculdade de Direito de Lisboa) e UCP (Universidade Católica do Porto). Moderna? O que é isso? Isso da portuense também era desnecessário.
O professor Jorge Miranda estava no júri de uma tese de doutoramento e o presidente do Tribunal Constitucional devia estar a fazer algo mais produtivo, pois não se encontrava lá.
Resumindo, o que se passou foi o oposto daquilo que vocês escreveram no blogue.
Atentamente.

 

Enviar um comentário

<< Home