04 abril 2007

À portuguesa

Se alguém convida ou tem de receber outrém, por razões de protocolo ou ofício, não está à espera de ser insultado ou mesmo agredido.

Se essa pessoa, no exterior da casa e antes de entrar, resolver insultar o anfitrião ou a sua família não é expectável que lhe seja permitida a entrada.

Se, uma vez no interior, resolver insultar o anfitrião, agredi-lo e, não satisfeito, decidir destruir o mobiliário não será expectável que o seu comportamento seja tolerado. Antes se espera que seja convidado a sair e, se não o fizer, terá de sair pela força.

E no mundo do futebol? Como se passam as coisas?

Bastará rever as notícias no rescaldo da última jornada para se perceber que gente de bem não aceitará nunca misturar-se num meio onde tudo pode acontecer e, mais grave ainda, com acompanhamento e protecção policial para os piores da espécie e os seus desmandos.

Até quando esta complacência?

Onde estão a lei e a autoridade?

4 Comments:

At 04 abril, 2007 15:54, Anonymous Anónimo said...

...e o mais curioso é o "anfitrião" pagar por ter sido insultado e agredido!

JMC

 
At 05 abril, 2007 01:49, Anonymous sandra said...

As claques continuam a incentivar uma violência e uma estupidez mental. Infelizmente,poucos se dao conta disso...

 
At 12 abril, 2007 17:59, Anonymous Anónimo said...

Por birrinha de um presidente a claque ficou onde ficou e aconteceu o que aconteceu..
As claques deviam ser completamente erradicadas mas quando são os adeptos (!!!) da casa a atirar garrafas de vidro e a iniciar a violência a resposta que se viu ja seria de esperar.. Adeptos não claques..

 
At 15 abril, 2007 10:01, Blogger Jam said...

A lei e autoridade subiram ao relvado lá para o minuto 5, ficaram a ver o jogo até ao golo do Benfica e depois lá decidiram ir lá cima... Tem a sua piada.

 

Enviar um comentário

<< Home